pensar processual, olhar orgânico

Paisagens externas & internas, misteriosa conexão

Manfred v. Osterroht

Um planalto bem-drenado? Sim, o central! Dele partem as 3 maiores bacias hidrográficas do Brasil (Amazonas, S. Francisco e Paraná). Uma chapada, dos
veadeiros, eterna doadora de água e de solo, que escorrem para as baixadas férteis. Sua beleza não é opulenta. É areia branca, rocha dura e uma pele vegetal,
transparente, frágil e sensível. Ou será sensória?

Diversos leitos secos, vales sulcados que conduzem as águas torrenciais do verão, arrastando, drenando, secando. Uma paisagem alta, doadora constante de vitalidade, capaz somente de reter um frágil suporte para a vida vegetal e animal. Uma paisagem improdutiva? Uma paisagem com alma! Despertadora do espírito humano em suas buscas mais elevadas.

Por ali se instalaram diversas visões religiosas, filosóficas e transcendentais, nutrindose deste imenso panorama, generoso em suas cores, desafiante nos seus caminhos! Nas vilas, escritores, artistas e artesãos em cada praça, cada esquina. Editoras, produtoras, músicos e dançarinos, alí encontram uma nova inspiração. Como será possível? Quais os caminhos que conectam a paisagem externa com a alma humana?

X